Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Eduardo Bolsonaro(PSL), Mariana Carvalho(PSDB) e JHC(PSB)

O líder do PSL na Câmara dos Deputados, Eduardo Bolsonaro, afirmou a jornalista Andreia Sadi que o partido do presidente eleito, Jair Bolsonaro(PSL), não apoiará o atual presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM).

Bolsonaro declarou ainda que o partido e ele próprio têm outras preferências, entre elas, está o nome do Deputado Federal alagoano, mais bem votado do Brasil proporcionalmente, João Henrique Caldas, JHC (PSB/AL).

No último dia 12 de novembro, JHC foi recebido por Jair Bolsonaro em sua residência no Rio de Janeiro, onde anunciou o desejo e começou a construir a candidatura à presidência da câmara.

O PSB, partido de JHC, através do secretário geral, e governador eleito do Espírito Santo, Renato Casagrandre, também já sinalizou positivamente, de que não fará “oposição sistemática”, ao novo presidente o que abre caminhos para o fortalecimento da pré-candidatura de JHC como presidente da Câmara.

Eduardo Bolsonaro, segundo Andreia Sadi, também defende que o PSL não tenha candidato, porque a bancada tem muitos deputados novatos.

 "Ser presidente não é tarefa fácil, ano que vem a oposição vai ser grande, raivosa, e está se organizando para obstruir matérias, então o PSL tem que colocar pessoa com experiência para assumir o comando da mesa, e muito disso será conversado com Bivar”, afirmou Bolsonaro.

Bastidores apontam que JHC já teria mais de 100 indicativos de votos, de parlamentares das diversas siglas.