Foto: Ascom TJ/AL Fa1b7e12 3084 4d1f 9e6a 11601d225c4d TJ/AL

Como parte do Mês do Júri, o  Judiciário de Alagoas pautou 13 julgamentos, na capital e no interior, para esta terça-feira (6). Um deles, marcado para às 9h em Colônia Leopoldina, é o de Wellington Francisco de Souza, réu acusado de estuprar e matar Júlia Maria da Conceição, que tinha 72 anos de idade, em 22 de dezembro de 2012. A sessão será conduzida pela juíza da Comarca, Lígia Seabra.

Segundo a denúncia do Ministério Público de Alagoas (MP), o réu foi até a casa da vítima, que o convidou para entrar por serem amigos. Ao perceber que estava sozinho com a vítima, Wellington de Souza foi até o quarto, estuprou e sufocou a idosa. O acusado ainda atingiu Júlia da Conceição na parte de trás da cabeça fazendo uso de instrumento contundente.

O Mês Nacional do Júri é promovido pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ). O Tribunal de Justiça de Alagoas pautou 150 julgamentos de crimes contra a vida para novembro. A força-tarefa acontece em parceria com o Ministério Público, Defensoria Pública e os órgãos de segurança do Estado de Alagoas.

*Com TJ/AL