Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

Com cada vez mais as pessoas conectadas pela tecnologia, não há como fugir das redes sociais, seja na vida pessoal ou no ambiente de trabalho. De olho na era digital e nos benefícios que a modernidade pode agregar aos negócios, os corretores de seguro estão usando estas ferramentas para difundir informações e ampliar a clientela em Alagoas.

Traçando um paralelo com alguns anos atrás, os corretores usavam telefone, fixo e celular, e e-mail para a comunicação com os clientes, o que tornava a relação mais impessoal. Com as redes sociais e os aplicativos de mensagem, a relação corretor e segurado foi otimizada. Mesmo com o contato on-line, o contato entre o profissional e o segurado tem ficado mais estreito.

“Esta era digital só nos trouxe benefício. E quando falo isto, não é apenas para nós corretores, mas sobretudo para os nosso clientes”, afirmou Djaildo Almeida, diretor do Sindicato dos Corretores de Seguros de Alagoas (Sincor – AL).

O corretor destaca também que esta aproximação com a clientela é evidente. “Muitas vezes, o contato era apenas na hora da renovação do seguro, ou seja, de 12 em 12 meses”, exemplificou Almeida.

Com o corretor de seguros ao alcance da mão, seja no computador, celular ou tablete, os segurados têm a oportunidade de tirar dúvidas a qualquer tempo e a qualquer hora. Para o bombeiro Marcos Adauto de Jesus Chagas, a facilidade de poder contatar o corretor sempre que precisar e obter retorno imediato facilita muito a prestação do serviço.

“Para mim a maior vantagem de fechar os negócios utilizando o WhatsApp é que deixo o corretor pesquisando os melhores preços. Como varia muito entre os seguros e no decorrer do dia é a melhor opção”, disse Chagas.

De acordo com Bruno Kelly, professor da Escola Nacional de Seguros, a grande vantagem da tecnologia é difusão da cultura do seguro. Agregado a isso, vem o alcance de mais clientes, o que não acontecia sem o advento da Internet, e a venda de mais produtos.

“Na sociedade que a gente vive a tecnologia impacta diretamente na vida. Isso tem reflexo também na atividade do corretor de seguro. Os profissionais têm acesso a clientes que eles não teriam antes. A rede social, a tecnologia e a internet transformam o mundo em um lugar muito menor. As distâncias se encurtam”, frisou Bruno.

O professor da Escola Nacional de Seguros ressalta também que quando as informações passam a ser repassadas com maior velocidade atingem mais pessoas. “As pessoas não tinham muita informação sobre seguro, conheciam mais o seguro de carro. Conhecendo mais, vemos que o seguro é acessível a todos. Indiscutivelmente quando a gente fala de tecnologia é uma ferramenta muito importante para o seguro e, mais ainda, para o corretor poder difundir a função social do seguro e a cultura de contratação”, acrescentou Bruno.

Mas a tecnologia somente ajuda os corretores aliada à confiança dos clientes. De acordo com Ailton Junior, também diretor do Sincor- AL, a troca de informação via Whatsapp e redes sociais fortalece a relação entre os profissionais e os segurados.

“A maioria dos clientes prefere falar pelo Whataspp, o que ajuda muito, já que a troca de mensagens é instantânea, o que ajuda também o nosso retorno para eles. Claro que, sempre, como resultado da confiança que é depositada em nós”, afirmou Ailton.

Além da relação mais próxima, o uso de aplicativos e redes sociais auxilia na fidelização do cliente. Com a facilidade de disseminar informações, os corretores conseguem repassar um maior número de dados sobre os produtos disponíveis no mercado.

Também para difundir as informações sobre todos os tipos de seguro disponíveis no mercado, existe a aposta de utilizar o Youtube para alcançar cada vez mais clientes. Djaildo Almeida é pioneiro na iniciativa no estado. Clique aqui e confira um dos vídeos do corretor.

“Usamos uma linguagem acessível e vídeos curtos, que possam atingir todos os públicos. Deste modo, com a tecnologia a nosso favor, ganham os corretores  e a cliente, e o mercado de seguros se fortalece”, finalizou Almeida.

Com vasta experiência na gestão de projetos de marketing digital, a jornalista Larissa Lima apontou as vantagens e desafios em relação ao uso da internet para a disseminação e ampliação da venda de seguros por meio de tecnologias e mídias sociais. A profissional, que tem atuação nas regiões Nordeste, Sul e Sudeste do Brasil, ressaltou o perfil do consumidor a partir da popularização da internet e o fácil acesso ao celular. Segundo ela, hoje o consumidor busca ativamente seus interesses antes de realizar uma compra.

“A venda de quem trabalha com a internet ou com esse público que tem acesso à internet é uma venda consultiva. Então é importante se mostrar alguém que realmente entende do assunto de segurança, que faz projeções financeiras, que ajude essa pessoa a entender a dor dela e encontrar o seguro mais adequado para isso. A importância de vender seguros usando a internet é que deixa de ser uma oferta baseada na necessidade do vendedor, que é bater a sua meta, e passa a entender a venda como uma entrega consultiva”, disse a jornalista.

Ouça o podcast e confira o que disse, na íntegra, a especialista em marketing digital.

Larissa Lima explicou, ainda, que há duas formas de impactar o possível cliente por meio da internet. A primeira, de forma ativa, apresentando anúncios no caminho de compra do seguro. O consumidor está procurando seguros, então surgem anúncios no Google. A segunda é a forma não ativa, quando o corretor pode usar uma lembrança a partir de mídias como o Facebook e Instagram e fazer ativações que lembrem que o consumidor pode precisar de um seguro.