Reprodução 58ed4fcb f652 407c b8d3 1fe6b13cda81 Fernando Antônio Acioli Batista

No início da tarde desta segunda-feira (15), mais um policial alagoano morreu. Agente da Polícia Civil, Fernando Antônio Acioli Batista, de 49 anos, morreu em decorrência de complicações cardíacas. Em homenagem ao policial, a Delegacia Geral da Polícia Civil de Alagoas prestou uma nota de pesar.  

O corpo do agente será velado na Central de Velórios, na Avenida Siqueira Campos, no bairro do Prado, em Maceió.

Nesta semana, esse é o terceiro caso de morte natural que ocorreu com agentes de segurança do Estado.

Confira a nota na íntegra:

A Delegacia Geral da Polícia Civil de Alagoas comunica com profundo pesar o falecimento do agente de polícia Fernando Antônio Acioli Batista, 49 anos, ocorrido no início da tarde desta segunda-feira (15), em decorrência de complicações cardíacas. 

O delegado-geral Paulo Cerqueira apresenta sentidas condolências pela perda precoce do policial e destaca o excelente trabalho prestado  junto a Instituição e á sociedade.

O corpo será velado na Central de Velórios, onde familiares e amigos prestam as últimas homenagens. As informações sobre o local de sepultamento serão divulgadas em breve.

Outros casos

O soldado Fernando, integrante da Polícia Militar de Alagoas (PM/AL), morreu enquanto trabalhava no Grupamento de Polícia Militar (GPM) do município de Porto Real de Colégio, no interior do estado, neste domingo (14)

Segundo informações, o soldado chegou para o serviço e foi tomar banho, quando passou mal e desmaiou. Fernando chegou a ser socorrido pelos companheiros e levado para um hospital na cidade vizinha, em Propriá, Sergipe, mas depois de alguns minutos, enquanto recebia atenção médica, o soldado não resistiu e veio a óbito.

Amigos de farda do policial contaram que recentemente ele havia se queixado de dores no peito e procurou um hospital, mas não tinha nenhum diagnóstico de doença.

No mesmo dia, o delegado Nilson Alcântara faleceu após um mal súbito em Porto de Pedras, no município alagoano de São Miguel dos Milagres. O delegado passou a maior parte da vida se dedicando à Polícia Civil de Alagoas.

 

*Estagiária sob supervisão da editoria com Ascom PC/AL