2d621691 5e4f 4755 8d80 c58c04ba444d

A cachaça é uma das mais populares bebidas alcoólicas entre os brasileiros. Fora do Brasil, é iguaria. Produzida a partir da fermentação do sumo da cana de açúcar, a aguardente traz em sua composição a própria história colonial do País. 

Diz-se que ela surgiu a partir de um acidente nos antigos engenhos quando os negros por cansaço deixavam o melado fermentar ou ainda quando os portugueses aprenderam a técnica da destilação com o povo árabe. O fato é que a cachaça é produzida no Brasil desde os idos de 1530, como apontam estudos históricos. E, para além dos clichês, é uma verdadeira paixão nacional. 

Em Alagoas, a produção artesanal de cachaça é tradição e pode ser vista de perto. A convite do Engenho Caraçuípe, no distrito de Luziápolis, no município de Campo a Alegre, acompanhamos como todo o processo é feito, desde a extração do caldo de cana até o armazenamento em barris de madeira nobre que conferem ainda mais valor à aguardente produzida.

A história da cachaçaria tem início em 1933, quando os irmãos Antônio e Benedito Coutinho adquirem o então Engenho. Desde aquela época, a cachaça já era produzida nos alambiques da empresa, mas foi interrompida em meados do século XX. Há nove anos, o casal Renato Coutinho (neto de Antônio) e Cristiane Dantas decidiu retomar a tradição da família. 

Nos primeiros quatro anos da nova gestão, o engenho apenas produziu a bebida e a manteve em estoque para envelhecimento. Somente há cinco anos, o produto, de qualidade reconhecida internacionalmente, chegou aos consumidores.

A beleza da estrutura física foi transformada em ponto turístico, com uma loja que oferta as bebidas do Engenho e produtos de artesãos da região, como as belas peças em palha, ideais para  presentear. 

Os visitantes podem fazer todo o itinerário da produção - precisa agendar antes - e, ao final, são surpreendidos com uma degustação das cachaças  Escorrega e Caraçuípe, esta da linha nobre, extremamente pura. Ambas  destiladas em alambiques de cobre e armazenadas nos barris de madeira que o visitante já terá se encantado ao ver. 

Para quem ficou com vontade conhecer, o Engenho fica às margens da Rodovia BR 101, km 159, em Luziápolis, Campo Alegre-AL. Para mais informações, basta ligar: Telefone: (82) 3275.9294 ou acessar o site: https://www.engenhocaracuipe.com.br/centro-de-visitacao/

Siga o blog também no Instagram: @blogdaclausoares