Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

Com o surgimento dos Smartphones ficar “desconectado” não faz mais parte da vida dos brasileiros. Os famosos algoritmos estão por todo lado e são responsáveis por coletar informações básicas do comportamento dos usuários e transformá-los em conteúdo. 

Em tese a maior parte dos aplicativos dos smartphones estão devidamente conectados à internet, sejam eles apps de relacionamento, trânsito, comida, supermercado entre outros, tudo isso gera uma sequência de dados que são coletados e analisados por empresas. 

Depois de uma série de episódios onde dados pessoais de usuários foram expostos, o sinal de alerta foi ativado e chamou atenção dos consumidores. Um exemplo disto foi o caso que envolveu a Uber no final de 2016, onde informações pessoais de 57 milhões de usuários e motoristas foram expostas nas mídias sociais.  

Dessa forma os consumidores passaram a se preocupar muito mais com os armazenamentos de seus dados e com as contradições geradas pelas empresas. Alguns usuários sinalizaram suas principais preocupações e receios: 

  • Tenho receio que descubram meus dados pessoais e realizem transações bancárias sem autorização; 
  • Não gosto dos anúncios, pois eles sabem o que eu vejo e o que busquei na internet; 
  • Se eu sei que as empresas estão ganhando dinheiro com meus dados. E eu? não ganho nada? 
  • Não quero que as minhas informações e conversas sejam vistas por outras pessoas. 

Com base nessas preocupações a diretora da A² BI (Empresa de gestão de dados) Ariana Maia, preparou algumas dicas para sistematizar o bom uso da internet. 

A princípio ela recomenda que o usuário faça uma lista de sites e redes sociais nas quais está cadastrado e revisite os termos de uso, é um processo longo e um pouco chato, mas permite que o consumidor entenda as autorizações que já foram dadas e eventualmente liberar apenas o que é mais relevante para ele.  

O usuário também pode descobrir como seus dados estão circulando na internet - faça uma busca do seu nome e veja o resultado- utilizando aspas os resultados aparecem de forma completa. Exemplo: “José dos Santos Silva”. Outra recomendação da diretora é que os usuários tenham cuidado com os links e brincadeira tipo Quiz que são muito comuns nas redes sociais e que podem conter artimanhas que facilitam a captura de dados. 

É importante que os consumidores mantenham sua atenção redobrada, principalmente em casos de instalação de aplicativos que podem liberar informações sem sentido para o serviço que está sendo disponibilizado, por isso é necessário que usuário fique atento as "liberações" que podem instalar novos aplicativos sem a devida permissão. 

Entender a maneira como os dados estão sendo reaproveitados pelas empresas é vital para que o uso das novas tecnologias seja mais amplo e seguro, portanto ficar atento a informações básicas dos aplicativos é imprescindível para que o funcionamento dessa engrenagem não se torne um peso para consumidor. 

*Estagiária sob supervisão da editoria