Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

Neste domingo, dia 14, os 3.548 candidatos concorrem ao cargo de oficial de justiça do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJAL)  enfrentam as provas do concurso que oferta para esse cargo 15 vagas. Os exames começaram às 8h e seguem até as 13h, no Centro Universitário Tiradentes (Unit), em Cruz das Almas, e na Faculdade de Tecnologia de Alagoas (FAT), no Barro Duro.

A assessoria de Comunicação do TJ/AL informou que a expectativa, segundo o presidente da comissão do certame, juiz Ygor Figueirêdo, é que as provas transcorram normalmente. "A FGV tomou todas as precauções para que não tenhamos nenhum incidente como tivemos naquele primeiro momento", afirmou o magistrado.

As provas objetivas e discursivas para oficial de justiça foram aplicadas, inicialmente, no dia 25 de março, juntamente com as dos demais cargos, mas, devido a problemas na distribuição dos cadernos por parte da Fundação Getúlio Vargas, tiveram que ser canceladas. "Em relação aos outros cargos de analista e técnico judiciário, todo o cronograma foi mantido, e a previsão é que a homologação seja no final de outubro. Já em relação ao cargo de oficial, essa homologação do resultado deve atrasar cerca de dez dias por conta do ocorrido, devendo sair em meados de novembro", explicou o juiz, ressaltando que as primeiras nomeações devem ocorrer ainda neste ano.

"O TJ tem, hoje, uma carência grande de servidores, e esse acréscimo na mão de obra é indispensável para uma prestação jurisdicional de melhor qualidade", avaliou.

Vagas

O concurso do Tribunal de Justiça de Alagoas teve mais de 42 mil inscritos. Foram ofertadas 131 vagas, sendo 100 para técnico judiciário - área judiciária; 15 para analista judiciário - área judiciária; 15 para analista judiciário - oficial de justiça; e uma para analista judiciário - área de estatística. O edital do certame foi publicado em dezembro do ano passado.

*Com assessoria