Arquivo pessoal 778e0b07 f106 4709 9f29 f713749f730a Cunha promete desvendar mistério esta semana

 

Em mais um capítulo da longa espera para decidir qual cargo irá concorrer em 2018, o deputado estadual Rodrigo Cunha (PSDB) promete desvendar o mistério ainda esta semana, provavelmente na próxima quinta-feira (10), segundo uma fonte do partido.

 

O próprio parlamentar já havia dito que vai buscar ‘voos mais altos’ na eleição deste ano, então a candidatura para deputado estadual já estava mesmo descartada.

 

Federal descartado

 

Agora surge a informação de que Rodrigo também não teria interesse em disputar o mandato de deputado federal, cargo que foi exercido por sua mãe, a médica Ceci Santos Cunha, nos anos 90, antes de ser brutalmente assassinada em 1998, após ser diplomada por sua reeleição.

 

Restariam duas opções para o deputado do PSDB. Ser o candidato ao governo do Estado e tentar impedir a reeleição do atual governador, Renan Filho (MDB), ou tentar uma das duas vagas para o Senado, concorrendo com Renan Calheiros (MDB) e Benedito de Lira (PP), atuais donos das duas cadeiras em Brasília.

 

Concorrência

 

Neste caso a disputa é acirrada, pois já existem duas pré-candidaturas confirmadas: Marx Beltrão (PSD) e Maurício Quintella (PR), além de nomes como Heloísa Helena, Rafael Tenório, Alfredo Gaspar e João Caldas que ainda não anunciaram oficialmente, mas são cotados neste pleito.

 

A espera até a próxima quinta-feira é por conta de uma viagem do prefeito de Maceió e presidente estadual do PSDB, Rui Palmeira. Na avaliação do ex-presidente da legenda, Teotônio Vilela Filho (ex-governador) o lugar de Cunha é como candidato ao Senado. Então, ou o partido busca uma nova alternativa para concorrer ao governo ou assiste a reeleição de Renan Filho de camarote.

 

O que diz Rodrigo

 

“Apesar de já ter definido sobre a minha candidatura nas próximas eleições, e em respeito ao prefeito Rui Palmeira que é presidente do meu partido e está em viagem, aguardarei seu retorno na quinta-feira para juntos anunciarmos o próximo passo. Por enquanto, adianto que o exercício do meu mandato e minha história fazem com que eu dispute uma candidatura majoritária em outubro”.