Divulgação/arquivo 19bab412 595b 44f6 a167 a80160c211ab Ministério Público Estadual - MPE

Um prestador de serviços denunciou ao Ministério Público Estadual (MP/AL) um suposto esquema envolvendo o transporte escolar em um município sertanejo. 

Em depoimento a Promotoria da cidade, o denunciante afirmou que chegou a prestar serviço à prefeitura por alguns meses, transportando crianças e jovens em dois turnos, mas nunca recebeu pelo trabalho, exceto o combustível.

À Promotoria, o transportador acusou pelo menos um secretário municipal e um assessor do prefeito de ficarem com o pagamento que lhe era devido e ainda ameaçá-lo caso ele levasse a denúncia adiante. 

O depoente acusa o Município também de, em parceria com um posto da cidade, promover uma farra do combustível, enchendo o tanque de inúmeros carros particulares com o dinheiro público.