Wadson Correia Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true BR-316 onde aconteceu a troca de tiros.

Durante a noite desta quinta-feira (01), dois agentes da Polícia Rodoviária Federal e outra pessoa que estava sendo levada para a delegacia por dirigir embriagado foram recebidos à bala por 12 homens fortemente armados quando realiza um assalto, na BR 316, próximo à cidade de Canapi, região Sertaneja de Alagoas.Dez viaturas da região foram acionadas para realizarem buscas, mas ninguém foi preso.

Os agentes Tenório e Dos Santos que trabalham na PRF, localizada no trevo das BRs 423 e 316, estavam se deslocando do povoado Carié, onde funciona o posto rodoviário, para Canapi onde iriam realizar o flagrante de José Amaro por dirigir um caminhão 1313 embriagado.

Durante o percurso para a cidade, os agentes perceberam um caminhão atravessado na estrada, que ainda é barro, ao se aproximar do veículo pensando que era problema mecânico, a viatura L200 da PRF foi recebida à bala por 12 homens fortemente armados. Os agentes trocaram tiros para conseguir sair do local.

Durante o tiroteio o dono do caminhão, Erivan Pereira da Silva estava como refém dos assaltantes encapuzados. Erivan da Silva retornava de Canapi após deixar uma carga de tijolos vinda da cidade de Itabaiana-SE. Os assaltantes atravessaram o caminhão na estrada para realizar mais assaltos. Os criminosos fugiram levando R$ 2,5 mil e quietos reais, dinheiro da carga e um celular.

Segundo o agente da PRF Tenório, após conseguir sair do tiroteio, retornou ao posto rodoviário para pedir ajuda. “Retornamos o mais rápido possível para pedir ajuda de policial. Chegando ao local, só estava o motorista ao lado do caminhão. Realizamos rondas, mas ninguém foi preso. Acreditamos que os criminosos sejam da região, por estarem encapuzados”, disse o agente.

Um dos assaltantes conseguiu roubar uma moto de placa MVA-9413, que passava próximo ao local, para realizar a fuga. O restante da quadrilha fugiu adentrando um matagal. Dez viaturas foram acionadas para fazer ronda em Canapi.

O delegado para investigar o caso é Genilson Souza titular na cidade. Já existe uma linha de investigação, não divulgada, mas que pode ocorrer à prisão da quadrilha. Após todo o tumulto, finalmente o motorista embriagado José Amaro, foi autuado por direção perigosa.