Tiago Sampaio Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

O governador Teotonio Vilela Filho participa nesta sexta-feira (2) da inauguração de mais uma indústria da Cadeia Produtiva da Química e do Plástico (CPQP), no Polo Multifabril de Marechal Deodoro, às 9h. A instalação da Corr Plastik em Alagoas recebeu o investimento no valor de R$ 31 milhões em pessoal, construção civil e máquinas e equipamentos, gerando diretamente 150 novos postos de trabalho e 450 indiretos.

A Corr Plastik, indústria de tubos de PVC e Polietileno atuante em todo Brasil, iniciou a produção da sua nova unidade em Alagoas há 40 dias. A unidade fabril de Alagoas irá atender o mercado das regiões Norte e Nordeste possui área total de 60.000 m2, sendo 6.500 m2 de área construída.

Visando ampliar seu crescimento no mercado nacional, a Corr Plastik escolheu instalar sua segunda planta fabril em Alagoas, segundo o presidente da Corr Plastik, Manoel Monteiro, para melhor atender o Norte e Nordeste. A empresa produz e distribui produtos para os mercados de saneamento, irrigação e predial. “O apoio estadual ao novo projeto da Corr Plastik contribuiu para a rápida instalação da nova fábrica e consequente geração de empregos e fomento da produção industrial de Alagoas”, destacou Manoel Monteiro.

Empresa — A Corr Plastik é 100% nacional, fundada em 1992, administrada sob o enfoque de investimento em pessoas e alta tecnologia. Atualmente possui capacidade instalada para 6.000 toneladas ao mês de tubos e conexões de PVC e PE nas duas plantas industriais, São Paulo e Alagoas, totalizando 350 funcionários, estando entre os três maiores fabricantes de tubos e conexões do país.

O secretário do Desenvolvimento Econômico, Energia e Logística, Luiz Otavio Gomes, comemora as inaugurações e ampliações das indústrias, como uma prova de que o empresário acredita no Estado de Alagoas e no governo Teotonio Vilela Filho. "Foram feitas visitas aos empresários por todo o país, e o governador não poupou esforço para participar das reuniões, sendo esta postura decisiva em muitos casos para a decisão de instalação da unidade em Alagoas além do programa de incentivos", complementou o secretário Luiz Otávio Gomes.