Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

Inspeção realizada nos documentos de receitas e despesas da Prefeitura do município de Novo Lino, exercício de 2007, gestão do ex-prefeito Vasco Rufino da Silva, constatou várias irregularidades e, por isso, o Pleno do Tribunal de Contas do Estado de Alagoas, acatando parecer prévio elaborado pelo conselheiro Otávio Lessa, decidiu, além de multar o ex-gestor em R$ 1.621,00 (100 UPFALs), não recomendar a aprovação das referidas contas pela Câmara Municipal.

No processo relatado foram listadas várias irregularidades anotadas pelos técnicos da Auditoria Orçamentária e Financeira, dentre elas: compras de medicamentos sem licitação, locação de prédios sem apresentação de contratos, locação de veículos e despesas referentes à aquisição de combustíveis sem o cumprimento do processo licitatório, pagamentos de agentes públicos em desacordo com a legislação, pagamento de folhas de servidores com recursos do Fundeb, prestação de serviços sem apresentação de contratos e contratação de show artístico