Durou cerca de uma hora a paralisação de advertência dos servidores do Hemocentro de Alagoas (Hemoal), ocorrida na manhã desta quarta-feira (23). A categoria exige que o secretário de Saúde do Estado, Herbert Motta, apresente uma posição sobre o pagamento de produtividade relativo ao mês de agosto, dos servidores do Hemoal e Hemoar (Hemocentro de Arapiraca).

A categoria exige que o governo defina ainda uma data para o pagamento do abono salarial. Este pagamento deveria ter ocorrido na semana passada, mas os recursos não foram repassados. O reajuste salarial também é outro ponto da pauta de reivindicação dos servidores. No ano passado, o governo anunciou um aumento de 30% a categoria, onde o pagamento seria feito parcelado (em 12x), mas segundo eles, nada foi recebido.

A tabela do abono salarial anunciado pelo governo seria de R$ 130, para os servidores com nível elementar. Já os de nível médio, receberiam R$ 140 e de nível superior, R$ 240. O pagamento não ocorreu devido a problemas operacionais.

Uma comissão de servidores se reuniu com o secretário Herbert Motta para discutir os pontos de reivindicação.