Foto: Agência Alagoas

Entre as medidas programadas pela atual gestão da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) para este ano está a transformação do Ambulatório Assis Chateaubriand, em Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Para isso, o serviço, que funciona no bairro Tabuleiro do Martins, em Maceió, será totalmente reformado a partir de fevereiro e, durante o período de melhorias na estrutura física, os serviços vão migrar para outro local, sem causar prejuízos aos usuários. 

Para discutir o local mais apropriado para transferir o atendimento durante a reforma, a secretária de Estado da Saúde, Rozangela Wyszomirska, esteve reunida com os usuários, servidores da unidade e líderes comunitários. Durante a reunião, que ocorreu na sede da Sesau, no bairro Jaraguá, em Maceió, ela ouviu as sugestões apresentadas.

Na oportunidade, a gestora da saúde estadual assegurou que, durante a reforma, a população do Tabuleiro do Martins não será prejudicada e não ficará sem atendimento. “Estamos estudando a possibilidade de migrarmos os serviços do Ambulatório Assis Chateaubriand para o Caic da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), no bairro Cidade Universitária, em Maceió”, informou.

Durante a reunião, Rozangela Wyszomirska explicou que a escolha pelo local deve-se ao fato de o espaço já ser utilizado pelo município de Maceió como posto de saúde e facilitar o acesso mais rápido da população, pois um processo de locação de qualquer outro imóvel seria muito demorado. Ela reforçou, no entanto, que o Caic da Ufal garantirá a continuidade dos trabalhos dos profissionais da unidade. 

Em relação aos servidores que trabalham no Ambulatório Assis Chateaubriand, a titular da pasta da Saúde evidenciou, mais uma vez, que, durante a reforma, eles serão deslocados para atuar na unidade para onde os serviços serão transferidos. “Após a reforma e abertura da UPA, eles irão retornar para o seu local de origem automaticamente, sem nenhum prejuízo”, ressaltou.

A gestora estadual da Saúde ressaltou, ainda, que alternativas estão sendo pensadas para evitar prejuízos para a população da região, que depende do atendimento realizado pela equipe da unidade. “Uma delas é reforçar a atuação do Serviço de Transporte Sanitário (Sets), que irá viabilizar a transferência de pacientes de uma unidade para outra”, destacou Rozangela Wyszomirska. 

Além do Assis Chateubriand, serão reformados os Ambulatórios Denilma Bulhões, no Benedito Bentes; João Fireman, no Jacintinho; e Dom Miguel Câmara, na Chã da Jaqueira.