Cortesia Alagoas 24horas Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Filho de delegado Fernando Tenório (foto) é preso em operação da DEIC

Uma operação do Grupo Estadual de Combate às Organizações Criminosas (Gecoc) conseguiu prender na madrugada desta segunda-feira (21), quatro pessoas acusadas de terem assaltado, a casa de um comerciante, no bairro Ponta da Terra, em Maceió. Entre os assaltantes estava Rodrigo Alencar de Oliveira Tenório, filho do delegado Fernando Tenório, titular da Delegacia de Acidentes da Capital.

A operação teve o apoio de policiais civis da Divisão Especial de Investigações e Capturas (DEIC). A quadrilha foi presa quando saíam da casa do comerciante, de onde haviam roubado uma certa quantia em dinheiro. Eles foram surpreendidos pelos policiais e ainda tentaram fugir. Dois deles foram presos e o terceiro acusado ainda tentou escapar da polícia.

Marcondes Luiz dos Santos e Adel Alves da Silva foram presos quando saíam da residência com aparelhos eletrônicos. Na hora da prisão, o filho do delegado que estava num veículo Pólo de cor preta, saiu em alta velocidade subindo em calçadas para não ser preso. Após uma perseguição policial, Rodrigo Alencar foi detido na Avenida Brasil.

Com Marcondes Luiz e Adel da Silva a policia apreendeu duas armas, uma pistola de fabricação argentina e um revolver calibre 38. O Pólo foi abandonado no início da Deputado José Lages, no bairro da Ponta Verde, próximo ao colégio Inei.

Para os assaltantes entrarem na residência, o grupo contou com o apoio da empregada doméstica, Janielma dos Santos, que entregou, dias antes, uma copia da chave da casa. Ela trabalhava no local há cerca de seis meses. Segundo a polícia, Janielma avisou aos assaltantes que os patrões não dormiriam em casa e o local estaria livre para a ação. Ela ainda avisou ao trio da existência de R$ 20 mil dentro da residência.

Policiais da DEIC, não informaram o grau de participação do filho do delegado, Rodrigo Tenório no assalto. Há informações de que o grupo tem envolvimento em diversos assaltos em Maceió e no interior, tanto em casas lotéricas como em Agências dos Correios.

Os quatro envolvidos foram levados para a sede da DEIC, onde prestam depoimento.