Cortesia assessoria Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

Após denúncias, o Instituto do Meio Ambiente de Alagoas (IMA-AL) esteve ontem, dia 18, em Maragogi, e constatou que bugueiros estariam abrindo passagem em área de vegetação de restinga, para facilitar o acesso dos veículos à área da praia.

Segundo a assessoria de Comunicação do IMA, no último fim de semana moradores denunciaram a existência de uma retroescavadeira  que estaria desmatando a vegetação. No local, os técnicos flagraram dois automóveis tipo buggy trafegando de forma irregular na área de restinga, que é considerada Área de Proteção Permanente (APP), e na faixa de areia.

A Associação de Bugueiros de Maragogi foi multada pelos técnicos em R$ 28.108, por desmatamento de APP, e os responsáveis têm 20 dias para recorrer da autuação e apresentar a defesa ao órgão ambiental. Além da multa, a associação recebeu um termo de embargo.

No sábado (15), o IMA participou de uma ação integrada, organizada pelo ICMBio, para coibir a circulação de veículos automotores nas praias de Maragogi, na Área de Proteção Ambiental (APA) Costa dos Corais. Diante do problema, o órgão está estudando medidas contundentes, no sentido de coibir este tipo de infração.

Na ocasião, os fiscais do ICMBio multaram os proprietários de 16 buggys, totalizando um valor de R$ 8.000 em multas. Os veículos foram apreendidos e seus proprietários deixados como “fiel depositário”. A ação se concentrou no cumprimento das regras estabelecidas no Plano de Manejo da APA para a Zona de Praia.

Resolução

As ações do IMA para coibir o tráfego de veículos nas praias de Alagoas são respaldadas pela resolução nº 31/2016 do Conselho Estadual de Proteção Ambiental (Cempram), publicada no Diário Oficial do Estado de Alagoas (DOE) em junho deste ano.

 Segundo o coordenador de Gerenciamento Costeiro do Instituto, Ricardo César, a resolução deve contribuir para a preservação dos ecossistemas costeiros alagoanos.

 “Dentre os motivos para a proibição, a medida leva em consideração as desovas de várias espécies de tartarugas marinhas ao longo costa, além da ocorrência e fragilidade de diversos ecossistemas costeiros”, explicou Ricardo César.

 A fiscalização, monitoramento e licenciamento para tráfego de veículos em praias de Alagoas serão de responsabilidade do IMA.

Os interessados em licenciar a atividade devem procurar o órgão e apresentar um projeto com a caracterização ambiental da área, para que o Instituto faça uma avaliação técnica e possa encaminhar para apreciação do Cepram.

*Com Ascom IMA