Foto: Tom Alves Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Maceió

Maceió ficou entre as capitais do Nordeste com um dos piores Índices de Bem-Estar Urbano (IBEU). O ranking foi elaborado a partir de uma pesquisa do Observatório das Metrópoles, coordenado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

O índice apresenta um levantamento inédito sobre as condições urbanas dos 5.565 municípios brasileiros, a partir da análise de dimensões como mobilidade, condições ambientais urbanas, condições habitacionais, atendimentos de serviços coletivos e infraestrutura.

No quadro geral do bem estar urbano Maceió ficou na 21ª colocação quando avaliado entre as capitais. A capital com o melhor índice foi Vitória (ES), seguida de Curitiba (PR) e Belo Horizonte (MG). Já as piores capitais foram Belém (PA), Porto Velho (RO) e Macapá (AP).

Com relação a dimensão de infraestrutura urbana 91,5% dos municípios do país estão em níveis ruins e muito ruins de bem-estar urbano, correspondendo a 2.579 como ruins ou 46,3% e 2.516 como muito ruins ou 45,2%.

Maceió foi uma das capitais que apresentaram condições ruins ao lado de todas as capitais nordestinas.