A Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) esclarece que o pagamento da produtividade dos servidores da Saúde está sendo feito por módulo, e por isso, algumas unidades como Hemocentro de Alagoas (Hemoal) e Hemoar (Hemocentro de Arapiraca) ficaram para a segunda etapa, em função dos cálculos salariais nos vencimentos desses servidores, que já recebem outros incentivos. Mas, ressalta o compromisso do Governo do Estado de incorporar todos os servidores vinculados à Sesau ao benefício da produtividade.

 

Nesta primeira etapa, contemplou-se as demais unidades da Sesau, com exceção do Hemoal e Hemoar, conforme relatado acima . A Sesau assegura aos servidores que não foram contemplados, que a segunda etapa será liberada no início da próxima semana, juntamente com o pagamento dos médicos.

 

Em relação aos servidores das unidades que já receberam a produtividade com valores inferiores, a Sesau informa, ainda, que está sendo elaborada uma folha suplementar para corrigir o que cada servidor tem direito a receber.

 

Sobre a produtividade dos funcionários da Universidade Estadual de Ciências da Saúde (Uncisal), o pagamento será feito pela própria universidade porque esses servidores são vinculados à Uncisal. Para isso, o reitor André Falcão, o secretário da Saúde, Herbert Motta e os técnicos da Sesau e da Uncisal estão trabalhando para viabilização do pagamento da produtividade no menor prazo possível.

No início do mês, o governador Teotonio Vilela Filho anunciou o incentivo de produtividade para os servidores da Saúde, que terá como critérios assiduidade e pontualidade neste primeiro momento. O anúncio da produtividade representa um incremento de mais 15% nos salários da maioria dos servidores da Saúde, mas o governo já deixou claro que tão logo, o Estado tenha o índice liberado da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), vai implantar os 30% de reajuste nos salários dos servidores da Saúde.