Foto: Divulgação Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Agência do INSS

Os servidores do INNSS em Alagoas promovem um protesto contra o fim do Ministério da Previdência. A manifestação acontece nesta quarta-feira (31), em frente ao prédio-sedo do INSS, localizado na antiga rua da Praia, Centro de Maceió

“Vamos denunciar um grave e alarmante plano de destruição do Ministério da Previdência Social (um dos mais antigos do Brasil) e o desmonte completo do INSS. O presidente interino Michel Temer (PMDB) quer entregar esse patrimônio público do povo brasileiro para as grandes seguradoras internacionais, enquanto que o povo pobre será relegado a segundo plano, perdendo completamente seus direitos previdenciários”, diz a presidente do SINDPREV-AL, Lúcia Maria Santos.

Ainda segundo o Sindicato, a Previdência Social é o maior patrimônio dos Trabalhadores, que mantém pagamento de cerca de R$ 37 bilhões mensais, resultando em R$ 484 bilhões anuais, a mais de 33 milhões de aposentados e pensionistas. Com a MP 726, o governo transfere o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) para o Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário, e a Previc, o Conselho de Recursos e a Dataprev para o Ministério da Fazenda, sem uma justificativa que mantenha os direitos constitucionais dos Brasileiros.

“A intenção do governo ilegítimo de Michel Temer é rebaixar os valores do teto dos benefícios, adoção de idade mínima para as aposentadorias por tempo de contribuição, desvinculação do valor dos benefícios previdenciários do salário mínimo, desvio dos recursos da Seguridade Social para outros fins e total impulso da Previdência Complementar Privada”, denuncia a sindicalista.

*Com assessoria