Ilustraçõe Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

A onda de assaltos contra a agência do Banco do Brasil de Cacimbinhas levou a direção do Banco do Brasil a informar que vai fechar, definitivamente, a agência do município. Hoje a tarde, o assunto vai ser discutido em uma sessão especial na Câmara Municipal.

A sessão vai ser realizada à pedido do prefeito em exercício Wladimir Wanderley (PMDB), a partir das 15h. Além do prefeito e vereadores foram convidados para participar da sessão, comerciantes, lojistas e a comunidade, que em princípio seria prejudicada com o fechamento da agência.

O motivo que levou à direção do Banco do Brasil a fechar a agência de Cacimbinhas foi a constante onda de assaltos registradas nos últimos meses, onde somente no período de quatro meses foram registrados três assaltos. Wladimir Wanderley já se reuniu inclusive com o secretário de Defesa Social, Paulo Rubim, no mês passado para discutir formas de reforçar o policiamento na cidade depois da série de ataques feitos a agência do BB.

“Por causa dessa onda de violência, a gerência do banco nos informou que a agência de Cacimbinhas será fechada definitivamente”, destaca o prefeito. Ele acrescenta ainda que Cacimbinhas vem sendo alvo de assaltantes em função de fazer fronteira com o estado de Pernambuco, distante apenas seis quilômetros da divisa. “Essa proximidade com a fronteira facilita a fuga dos bandidos que vão cometer crime em nossa região”, concluiu.