Ascom ALE Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Pastor João Luiz

O deputado estadual Pastor João Luiz (DEM) chamou a atenção, nesta quinta-feira, 08, para a alta de um paciente psiquiátrico. O parlamentar buscou a justiça para manter o jovem internado depois de ele quase ter matado o pai – idoso e em tratamento contra o câncer – a facadas, deixando-o com vários ossos quebrados.

“A Junta Médica não achou evidência que ele é violento. Agora não sabemos quantos dias de vida o pai vai ter”, desabafou o Pastor, lamentando a decisão judicial.

O paciente tentou matar o pai, “Seu Fernando”, depois de ter recebido alta compulsoriamente de uma clínica de repouso. Foi novamente internado e, agora, é mandado de volta para a casa.

Deixo no ar a pergunta: De quem será a culpa se o filho matar o pai?