Foto: Secom/Maceió Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Keyller Simões

Ao reivindicarem espaço para suas apresentações no calendário oficial do município, cantores gospel que participaram de uma audiência pública na manhã desta sexta-feira, 02, na Câmara Municipal de Maceió (CMM), ouviram do diretor da Fundação Municipal de Ação Cultural (FMAC), Keyller Simões, que qualquer um pode se inscrever nos editais de seleção lançados pela Fundação.

Segundo matéria divulgada pela assessoria de Comunicação da CMM, o diretor afirmou que a escolha dos artistas não é aleatória e aconselhou os cantores evangélicos a se aproximarem mais do Conselho Municipal de Cultura para encaminhar suas reivindicações.

Durante a sessão, os cantores lamentaram a falta de valorização da música deles por parte dos órgãos públicos, cobraram a inclusão nos eventos oficiais e falaram até em “bullying” contra evangélicos.

Absolutamente nada contra esse segmento musical, mas acho que o conselho de Keyller merece ao menos ser ouvido.

A Prefeitura de Maceió acerta ao apostar na democratização cultural, com o lançamento de editais de apoio às artes em geral e da lei que cria o Sistema Municipal de Financiamento da Cultura. O “Q.I” ainda deve existir, mas merecem aplausos todas as medidas no sentido de sepultá-lo de vez.