O jornalista Valmir Calheiros de Siqueira será homenageado pela Câmara Municipal de Maceió que irá lhe conceder o título de Cidadão Honorário de Maceió. A honraria foi proposta pelo vereador Dino Júnior (PC do B) e aceita, por unanimidade, pelos demais vereadores da capital alagoana.
A entrega do título de Cidadão Honorário será feita no próximo dia 23 de setembro, a partir das 10h30, quando será encerrada a sessão ordinária da Câmara. A sessão de homenagem será aberta ao público.

As sessões da Câmara de Maceió estão sendo realizadas temporariamente no auditório da Faculdade Integrada Tiradentes (Fits), localizada na Avenida Comendador Gustavo Paiva, nº 5.017, no bairro de Cruz das Almas, em Maceió.

O vereador Dino Júnior, autor da homenagem, destacou o profissionalismo e a ética do jornalista ao longo da sua trajetória profissional. Dino Júnior frisou que a homenagem a Valmir Calheiros é uma forma de prestigiar todos os jornalistas alagoanos que, neste ano, comemoram o aniversário de 50 anos do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de Alagoas (Sindjornal), criado no dia 29 de agosto de 1949.

“Sua dedicação à profissão de jornalista e o fato de ele ter adotado Maceió como sua terra natal, o credenciam sim, a receber o título de Cidadão Honorário de Maceió. É uma homenagem da Câmara de Vereadores ao jornalista Valmir Calheiros”, explicou.

O jornalista Valmir Calheiros disse estar honrado com a lembrança de seu nome para a concessão do título. “Costumo dizer que nesta profissão, a ética e a credibilidade são as maiores características de quem quer pauta sua vida profissional na seriedade. Posso dizer que ao longo dos anos dedicados ao jornalismo, fiz boas e sinceras amizades. Atribuo a elas o fato de tornar-me cidadão honorário de Maceió, terra em que construí minhas vida e carreira”, concluiu, emocionado.

Valmir Calheiros – Natural de Atalaia, o jornalista Valmir Calheiros escreve para publicação desde os 14 anos; seu registro como jornalista profissional data de 1967.

O jornalista também é bacharel em Direito, formado em 1987 pela Faculdade de Direito de Maceió (Cesmac/Fejal). É funcionário da Organização Arnon de Mello, onde exerce atualmente a função de editorialista do Jornal Gazeta de Alagoas.

Valmir Calheiros passou por quase todos os jornais existentes no Estado, alguns já extintos como Jornal de Hoje e Jornal de Alagoas, e também foi correspondente do jornal O Estado de São Paulo.
O jornalista foi assessor de comunicação em seis administrações sucessivas no governo de Alagoas. Trabalhou com os secretários de Saúde, Humberto Gomes de Melo, Ib Gatto Falcão, Emílio Silva, Solange Teixeira, José Medeiros e Antônio Holanda. Além de ter sido o primeiro diretor do setor de Informação, Educação em Saúde (IEC), na administração José Wanderley Neto.

Valmir Calheiros é o jornalista alagoano que mais tempo atuou em uma secretaria de Estado, independente de partido ou grupo político ao qual o gestor estivesse vinculado.
Tamanha dedicação rendeu-lhe, no mês último mês de julho, uma homenagem do governo do Estado. Por iniciativa, do secretário de Estado da Saúde, Herbert Motta, a sala da assessoria de comunicação da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) recebeu o nome de Jornalista Valmir Calheiros.

Valmir Calheiros participou das discussões em nível nacional, em reuniões em Brasília e Belo Horizonte, com vistas à criação do primeiro boneco-símbolo para as campanhas educativas e de mobilização no setor da saúde pública, quando surgiu a figura do Zé Gotinha nas ações preventivas de combate à paralisia infantil, que ele trouxe para o Estado.

Foi também o idealizador da utilização de peças de teatro com artistas amadores de bairros pobres para a divulgação e conscientização em relação às prevenções na área da saúde, com apresentações na capital e no interior.

Em razão do seu desempenho e das suas idéias na Secretaria de Estado da Saúde de Alagoas (Sesau) terminou sendo o único profissional, em todo o País, que não era nem médico sanitarista e nem enfermeiro sanitarista, a integrar uma equipe de especialistas formada pelo Ministério da Saúde para desenvolver uma campanha de mobilização no combate à cólera na região de Iquitos, no Peru.

Valmir Calheiros também participou do movimento estudantil como diretor da União dos Estudantes Secundaristas (Uesa) nos primeiros anos da década de 60; integrou a diretoria do Sindicato dos Jornalistas de Alagoas e o Conselho de Representantes da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj).

Entre tantos cargos que já ocupou, foi assessora da ordem dos Advogados do Brasil (OAB/AL) e do Sindicato dos Hospitais (Sindhospital). Atualmente, está à frente da Assessoria de Imprensa do Tribunal Regional de Alagoas (TRE-AL), desde 15 de fevereiro de 2007. É pós-graduando em Direito Eleitoral pela Faculdade de Direito do Cesmac/Fejal.