Foi realizado nesta terça-feira (1º) o primeiro encontro do Grupo Gestor do Fomento à Coleta Seletiva. Reunidos na sede do Conselho Regional de Medicina, no bairro do Pinheiro, os membros do grupo iniciaram o planejamento para a ampliação da coleta seletiva de resíduos sólidos domésticos em Maceió.

Um plano de ação para colocar em prática a ampliação da coleta seletiva será amplamente debatido até esta quarta-feira (2). Temas como infraestrutura, comercialização dos resíduos, inclusão social, entre outros, estão sendo avaliados para que toda a cidade esteja inserida no projeto até o início do próximo ano.

Segundo o coordenador da Superintendência de Limpeza Urbana de Maceió (Slum), Gabriel Campana, um dos pontos altos deste encontro é a participação das cooperativas de catadores de lixo, membros da sociedade civil organizada e iniciativa privada.

“A participação de todos os setores é fundamental neste processo, onde iremos elaborar um plano de ação que permita a ampliação da coleta seletiva por toda Maceió. Além disso, a implantação do projeto em toda cidade irá aumentar a vida útil das células do aterro sanitário, pois irá diminuir a quantidade de lixo depositado nele”, disse Gabriel Campana.

O Grupo Gestor de Fomento à Coleta Seletiva é composto por 15 instituições, entre órgãos da administração municipal, estadual e da sociedade civil organizada. As cooperativas de catadores de lixo vão auxiliar na escolha da melhor forma de conduzir a coleta seletiva por toda e cidade e, também, vai debater o fortalecimento da categoria neste processo.