O transplante de fígado do alagoano Kleilton Silva, 11 anos, foi realizado na madrugada desta terça-feira (1º), no Hospital Osvaldo Cruz, em Recife, tendo sido considerado um sucesso pela equipe médica. O procedimento demorou cerca de cinco horas e o paciente está internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) com quadro clínico estável.

 

De acordo com Cláudio Lacerda, cirurgião geral e chefe da equipe de transplante do Hospital Osvaldo Cruz, o fígado já está funcionando bem e o paciente deve acordar nos próximos dias.

 

“A expectativa é que ele evolua positivamente, mas ainda não podemos dá previsão de alta porque a insuficiência hepática era bastante grave”, explicou, acrescentando que o transplante só foi possível graças a doação dos familiares de um jovem de 21 anos, que residia em Recife e foi vítima de um acidente com traumatismo craniano.

A criança, natural de São José da Tapera, foi vítima de hepatite fulminante e aguardava a doação de um fígado compatível desde a última sexta-feira (29). Kleilton Silva estava internado na UTI pediátrica do Hospital Geral do Estado (HGE), de onde foi transferido, de helicóptero, até a capital pernambucana. Sua mãe, Vera Lúcia Silva dos Santos, também viajou para acompanhá-lo.

A insuficiência hepática fulminante é a maior e mais grave emergência em hepatologia, sendo o transplante de fígado o único tratamento indicado. A transferência interestadual de Kleiton contou com a mobilização da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), Gabinete Civil, Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e Hospital Geral do Estado (HGE).