Números divulgados nesta segunda-feira (31) pela Associação Brasileira de Recursos em Telecomunicações (ABR Telecom), entidade administradora da portabilidade numérica no Brasil, revelam que após um ano de vigência - a se completar amanhã (1º) - da norma que permite ao usuário trocar de operadora de telefonia e manter o mesmo número, quase 3 milhões de pedidos de migração já foram feitos e aproximadamente 2 milhões de clientes já foram atendidos e tiveram suas portabilidades efetivadas.

Implantada primeiramente em apenas oito DDDs (discagem direta a distância), a portabilidade foi estendida gradativamente e está disponibilizada desde março deste ano nos 67 DDDs existentes no País. De 1º de setembro de 2008 a 30 de agosto de 2009 os pedidos de portabilidade numérica somam 2,8 milhões, dos quais 65% ou 1,8 milhão de usuários do serviço móvel e 35% (964 mil pedidos) de clientes de telefone de fixo. Dos processos conclusos, 68% foram de portadores de telefones móveis e 32% de assinantes do serviço fixo.

Para trocar de operadora e manter o número do telefone, o usuário deve inicialmente fazer uma solicitação à operadora para a qual deseja migrar. A operadora remete a solicitação à entidade administradora, que irá, por sua vez, acionar a empresa de onde o usuário deseja emigrar. Este processo leva em média cinco dias úteis, mas a expectativa da ABR Telecom é de que o prazo cai para até três dias úteis, após março de 2010.