Uma senadora colombiana divulgou nesta segunda-feira (31) imagens que supostamente provariam que nove dos 24 efetivos das Forças Armadas sequestrados pelas Farc estão vivos.

 

Nas imagens, os reféns saúdam suas famílias e pedem por um acordo entre a guerrilha e o governo que permita a libertação do grupo.

As provas foram enviadas à senadora Piedad Córdoba, do opositor Partido Liberal, pela guerrilha das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), que buscam um acordo com o governo para a troca de policiais e militares por rebeldes presos.

No entanto, as posições radicais das partes têm impedido o fim do drama dos reféns, alguns sequestrados há mais de 11 anos.

"O que acontece, não somos seres humanos? Por acaso somos animais? Aqui estão servidores públicos", afirmou o militar Arbey Delgado ao pedir ao presidente colombiano, Alvaro Uribe, a negociação de um acordo humanitário com a guerrilha.