Assessoria Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

A 9ª Expolar — Feira Multisetorial realizada no Centro Cultural e de Exposições Ruth Cardoso até este domingo (30), contou com um estande da Secretaria de Estado da Mulher, da Cidadania e dos Direitos Humanos, que durante os dez dias de feira apresentou os serviços das superintendências que compõem a pasta.

Nos primeiros dias, os visitantes receberam panfletos do Procon com orientações sobre compras pela internet, preços utilizados em bares e restaurantes, entre outros. Também foram distribuídas cartilhas sobre a Lei Maria da Penha e sobre o Pacto Nacional pelo Enfrentamento da Violência contra a Mulher.

Um espaço do estande foi preenchido com os trabalhos manuais produzidos pelos índios de Alagoas. A organização ficou por conta da gerência do Núcleo Indígena, da Superintendência de Políticas de Promoção da Cidadania e dos Direitos Humanos.

O material produzido pelos Jovens e adolescentes do Núcleo Estadual de Atendimento Socioeducativo (Neas) nas oficinas também fizeram parte da exposição durante os últimos dias do evento. Quadros pintados à mão, artigos em madeira e bijuterias deixaram o estande colorido. O bolo de rolo feito na padaria do núcleo teve um inesperado sucesso, comprovado pela diretora de Saúde Mônica Sarmento, que acompanhou a exposição dos jovens e adolescentes.

Um dos internos confeccionou peças em madeira no local, enquanto os visitantes conheciam os materiais já finalizados. Jangadas, barcos, brinquedos pedagógicos, porta chave, entre outros, faziam parte da exposição.

De acordo com o professor Lailson Geraldo da Silva, há seis meses as aulas de artesanato em madeira estão sendo realizadas no Neas, com a participação de 35 alunos da Unidade de Internação de Jovens e Adultos (UIJA), que recebem instruções durante quatro dias na semana, das 9h às 12h.

Já na oficina de pintura de quadros, o artista Denílson Aredes, que coordena a equipe, mostrou seu talentos em cores, tamanhos e preços variados durante a 9ª Expolar . As peças encheram os olhos de quem passava pelo estande, onde os trabalhos abstratos tomaram conta.

A Secretaria de Estado da Mulher, da Cidadania e dos Direitos Humanos conta em seu quadro com as superintendências de Políticas para a Juventude; de Promoções dos Direitos e de Políticas para Mulher; de Políticas de Promoção da Cidadania e dos Direitos Humanos, de Proteção e Garantia na Medida Sócio-Educativa e de Proteção e Defesa do Consumidor.