Divulgação Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

Concurseiros interessados em trabalhar no estado do Pará têm grandes chances de alcançar a tão desejada estabilidade no serviço público. Isso porque o governo do estado vai lançar dez editais de concursos até o fim do ano. Serão mais de 1,2 mil vagas para dez órgãos diferentes.

Ainda não se sabe quando os editais serão lançados. A previsão, segundo informações da Secretaria de Administração, é que até setembro pelo menos três sejam publicados. Por enquanto, o governo está analisando qual empresa organizará os concursos, que estão em fase de elaboração. As 1.221 vagas estão distribuídas da seguinte forma:

- 22 vagas para a Secretaria de Estado do Governo;
- 23 para a Secretaria de Estado de Integração Nacional;
- 57 para a Secretaria de Estado de Comunicação;
- 65 para a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social;
- 40 para o Instituto de Desenvolvimento Florestal do Pará;
- 51 para a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Pará (Fapespa);
- 96 para o Instituto de Metrologia do Pará (Imep);
- 674 para o Hospital Ophir Loyola;
- 116 para o Instituto de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental do Pará (Idesp);
- 77 para as Centrais de Abastecimento do Pará (Ceasa).

Essas oportunidades somadas às 952 vagas oferecidas pelos quatro concursos em andamento no estado resultam em 2.173 chances somente neste ano. A Polícia Civil, a Agência de Defesa Agropecuária do Estado, o Instituto de Artes do Pará (IAP) e o Centro de Perícias Científicas Renato Chaves estão passando por processos seletivos.

Conforme dados da Secretaria de Administração do Estado, desde 2007 foram realizados 29 concursos públicos. A média é de cerca de oito mil vagas preenchidas por ano. As nomeações priorizam órgãos que precisam substituir funcionários temporários. Hoje, 11.381 servidores trabalham em regime por tempo determinado. Muitos desses funcionários serão mantidos até janeiro de 2010