Continua freqüente a prisão de homens que tentam ou agridem suas companheiras, o delegado Flávio saraiva confirmou que quase diariamente pelo menos uma pessoa é detida com base na lei Maria da Penha.

O plantão de hoje marcou duas destas prisões, no primeiro caso o pedreiro Luiz José Soriano, 65 anos agrediu sua ex-esposa com um martelo, o caso aconteceu no Conjunto Virgem dos Pobres.

Já a segunda prisão foi causada pela agressão cometida por José Ronaldo da Silva, 27 anos contra a sua companheira Amara da\Silva, 40 anos, o caso aconteceu na Vila Brejal.