Tribuna União Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

O pleno do Tribunal Regional Eleitoral de Alagoas (TRE-AL) julga nesta segunda-feira, a ação de impugnação do mandato do prefeito de Santana do Mundaú, Elói da Silva (PSC), por abuso de poder econômico. O relator do processo é o juiz Luciano Guimarães Mata.

No dia 10 de março, o TRE julgou improcedente a ação que o prefeito respondia por supostamente assumir o cargo pela terceira vez consecutiva, já que o mesmo assumiu a prefeitura em 2001 e 2003 quando era vice-prefeito do município.

Segundo a decisão dos juízes, Eloí da Silva deixou o cargo, pela última vez, faltando seis meses para a eleição, o que não apresentaria o terceiro mandato consecutivo, proibido por lei.
Na eleição de 2008, Elói da Silva foi reeleito com 3.141 votos, já o segundo colocado, Maurício de Vasconcelos Holanda, autor da ação contra o prefeito, obteve 2.600 votos.

Caso o TRE julgue procedente a ação e o mandato seja cassado, o município passará por uma nova eleição, já que Elói atingiu mais de 50% dos votos.