Os japoneses Hiroshi Yamao e Kyoko Yamao viajaram até a Argentina em busca de diversão, mas voltaram como campeões da categoria "Tango de Salão" do VII Mundial de Tango. Nas edições anteriores, a disputa era dominada por argentinos. O casal conquistou um exigente júri de sete especialistas, na categoria que mais se assemelha ao baile popular que pode ser visto em festas tradicionais. Segundo o regulamento, o casal não pode se separar durante a música e deve se mover constantemente no sentido anti-horário. "Viemos aqui para dançar e desfrutar, sem pensar em ganhar ou chegar a algo maior", disse Hiroshi Yamao, de 36 anos, após o final da competição no estádio Luna Park, em Buenos Aires. "Queremos agradecer o imenso apoio recebido de todos aqui.

Os vencedores levaram um prêmio de 15 mil pesos (US$ 3.800). Em segundo ficaram os colombianos Edwion León Medellín e Jennifer Arango Agudelo. Apenas em terceiro ficaram os argentinos Jorge Mariño e Sara Parnigoni. Amanhã haverá a final da categoria "Tango Cenário", menos tradicional, que combina movimentos clássicos do tango com outras danças, entre eles o balé. O tango surgiu na região do rio da Prata, no fim do século 19, nos subúrbios de Buenos Aires e Montevidéu. Hoje em dia, atrai público em várias partes do mundo, em países da Europa, nos Estados Unidos e no Japão.