Reforçando a importância de valorizar os serventuários da Justiça para garantir uma melhor prestação jurisdicional, o presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL), desembargador Washington Luiz Damasceno Freitas, recebeu, na tarde desta segunda-feira (12), os novos dirigentes do Sindicato de Servidores do Poder Judiciário de Alagoas (Serjal).

"Eu conheço a dedicação e as necessidades dos servidores. Tenho uma ligação estreita com os serventuários da Justiça. Minha mãe foi tabeliã por mais de 40 anos e tenho um carinho especial pelos servidores. O que eu puder fazer para valorizar os servidores, respeitando o nosso orçamento, eu vou fazer”, disse o presidente aos representantes do Serjal.

Para a nova presidente do sindicato, Raquel Faião, Washington Luiz Damasceno demonstrou que estará, durante sua gestão, disponível para o diálogo. “Tivemos uma pauta bem extensa e acreditamos que teremos as portas abertas para apresentar nossas reivindicações”, disse.

O desembargador presidente contou aos servidores que pretende fazer da Escola Superior da Magistratura de Alagoas (Esmal) um instrumento de qualificação voltado não só aos magistrados, mas também aos servidores. “Não podemos deixar de qualificar os servidores. Juntamente com o desembargador James Magalhães de Medeiros, que será o novo diretor da Escola, pretendo investir mais em cursos de qualificação para servidores”, falou Washington Luiz.

Entre as solicitações apresentadas pelo sindicato, estavam a convocação de mais aprovados no último concurso, realização de outro certame, implementação da data-base e pagamento de auxílio saúde. Ainda em seu discurso de posse, no dia 05 de janeiro deste ano, o desembargador Washington Luiz frisou que o investimento nos serventuários seria uma de suas prioridades.