Cortesia/Sertão 24Horas Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Caminhão capota e mata estudante de 9 anos

Uma semana depois da morte da pequena Tainara da Silva,9, ocorrida no capotamento de um caminhão pau-de-arara que transportava estudantes na Zona Rural de Santana do Ipanema, a prefeitura da cidade, firmou Termo de Ajuste de Conduta (TAC) junto à Defensoria Pública do Estado de Alagoas. No documento a municipalidade tem um prazo de noventa dias para regularizar a situação dos transportes escolares oferecidos aos estudantes.

Segundo a defensora Pública responsável pela assinatura do TAC, Fabiana Medeiros, o transporte das crianças é realizado em caminhões e as licitações para a contratação e/ou aquisição de outros veículos já estavam em andamento. No entanto, ainda não haviam se concretizado.

“Depois de várias tratativas, assinamos o referido termo, com prazo de noventa dias, para que o Município regularize a situação do transporte escolar oferecido às crianças e adolescentes da cidade, para que situações como essa não venham se repetir no âmbito municipal”, informou a defensora pública, ressaltando que ela convocou o Prefeito para que fosse assinando o referido TAC.

Em acordo, a prefeitura se comprometeu a mudar os caminhões por ônibus escolar e vans, e em épocas de chuva usar veículos de tração para melhor transportar os estudantes.

O caso

No dia 10 de dezembro, o veículo Ford F-4000, de placa MUD-0781, estaria transportando cerca de 20 estudantes com idades entre 4 e 11 anos de idade que seguiam para a escola Vereador João Francisco Cavalcante, situada no povoado São Félix.

No percurso depoimentos revelam que o motorista identificado como Wellington Teles Carvalho, 22, perdeu o controle da direção em uma ladeira e capotou ao passar por uma curva. O jovem informou que o caminhão que conduzia ficou sem freios. No acidente faleceu a estudante Tainara da Silva,9 e várias crianças ficaram feridas.