Almagis/Arquivo Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Juiz Helestron da Costa

O prefeito de Anadia, José Augusto Rocha Souza e a vice-prefeita, Ana Lúcia Fidelis, foram afastados dos cargos por decisão do juiz Helestron Costa, da Comarca do município. Quem assume a prefeitura é o segundo colocado na disputa, Paulo Dâmaso (PSDB), que é filho do ex-prefeito Edmundo Dâmaso.

Em novembro de 2012, Dâmaso e a coligação  "Anadia do Bem" (PTN, PR, PRTB, PMN, PSDB) ingressaram com uma Ação de Impugnação de Mandato Eletivo (AIME) onde acusa o prefeito reeleito de uso da máquina pública em benefício próprio no pleito eleitoral. Na ocasião, a Promotoria de Anadia disse que era evidente existência de evidência de abuso de poder econômico por parte de José Augusto.

Em sua sentença, o magistrado decide pela cassação do mandato do prefeito e da vice-prefeita pela prática de captação ilícita de sufrágio (compra de voto), nos termos dos artigos 41-A, da Lei n.º 9.504/1997, e 22, da LC64/90 e condena ambos ao pagamento de multa, individualmente, “no quantum de 10.000 UFIRS”.

O juiz também declara a inelegibilidade para as eleições a se realizarem nos 8 (oito) anos subsequentes à eleição de 2012, do prefeito de Anadia e de sua vice.