CadaMinuto/Arquivo 13736541344667 Assembleia Legislativa do Estado de Alagoas

A lista com os repasses feitos pela Assembleia Legislativa de Alagoas (ALE), no ano de 2011, a servidores comissionados pode ser considerada “interminável” diante do surgimento de novos valores recebidos pelo grupo. Conforme os dados da movimentação financeira da Casa de Tavares Bastos, um assessor do deputado Inácio Loyola Brandão, em apenas um mês, recebeu mais de sete salários.

Leonardo C. Amorim é considerado o servidor que mais recebeu dinheiro proveniente dos vencidos na ALE. O valor líquido de R$ 235 mil foi depositado na conta de Amorim, em 34 repasses de salários. A lista com o nome dos 61 comissionados que receberam mais de 40 salários foi divulgada pelo CadaMinuto no início da semana.

O detalhe é que no mesmo período em que Amorim recebeu vultosos repasses, Loyola ocupava o cargo de primeiro secretário da Mesa Diretora. De acordo com o levantamento feito pelo CadaMinuto, Amorim também é concunhado de Loyola.

Lista

A lista constando os nomes dos comissionados foi divulgada e entregue ao Ministério Público Estadual (MPE) no início do mês pelo deputado estadual João Henrique Caldas, o JHC (PTN). O parlamentar teve acesso ao documento somente após decisão judicial.

 Até o momento, a Mesa Diretora da Casa de Tavares Bastos não se manifestou acerca dos desdobramentos da divulgação dos documentos, que revelam indícios de graves irregularidades na folha de pagamento do Poder Legislativo.

A Mesa só se pronunciou logo que JHC denunciou o caso e questionou o desaparecimento de R$ 4,7 milhões dos cofres públicos. Por meio de Nota Oficial, o presidente da Casa, deputado Fernando Toledo (PSDB) defendeu que os valores questionados eram destinados ao pagamento de empréstimos consignados dos servidores.