As constantes fugas no sistema prisional começam a ter punições. Uma sindicância administrativa que tinha como finalidade apurar uma fuga ocorrida no período natalino do ano passado no presídio Cirydião Durval acarretou no indiciamento de quatro funcionários do Sistema Prisional. O ato foi publicado nesta sexta-feira (14), no Diário Oficial (D.O).

Entre os indiciados está o diretor geral do Presídio Cirydião Durval, André Dias dos Santos, e a diretora do Artesanato Vera Alice Bernardi. Informações apuradas pelo CadaMinuto, na época a fuga ocorreu dentro do pavilhão do artesanato, onde presos trabalham para diminuir o tempo da pena. Um dos presos foi para a confecção e acabou fugindo. 

No ato, assinado pelo Secretário de Defesa Social, Paulo Rubim, os indiciados não cumpriram com zelo e dedicação às atribuições do cargo e por não observar as normas legais. Os outros indiciados foram os agentes penitenciários Élvio Sariva de Moura e José Rildo da Silva Moura, responsáveis pela fiscalização do pavilhão do artesanato.