No próximo domingo (16), partir das 9 horas da manhã, policiais militares vão participar da "Caminhada pela Paz", ato que marca a discordância da categoria de ter suprimido o direito de chegar à reserva remunerada com o subsídio de uma nova promoção, após 30 anos de serviços prestados. O protesto foi anunciada pelo Movimento Unificado da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros em protesto às modificações na chamada Lei de Promoção, propostas pelo Conselho Estadual de Segurança Pública no mês passado.

Os integrantes do movimento vão se concentrar na Praça Multieventos, na Pajuçara, de onde sairão até o antigo Alagoas Iate Clube, o Alagoinhas. Além de reivindicar contra a possibilidade de mudança nos critérios de promoção militar, os militares sairão às ruas para mostrar que estão empenhados no apoio ao movimento nacional pela aprovação da Proposta de Emenda Constitucional 300. A PEC equipara os salários da categoria aos vencimentos pagos aos policiais do Distrito Federal. A Proposta ainda está em discussão na Câmara Federal.

Os PMs estão mobilizados acerca das mudanças na Lei de Promoções da PM, desde que as modificações foram propostas, no último dia 20 de julho. O Conselho – que naquele dia se reunia pela última vez com a primeira composição de onze conselheiros – entendeu que o mais coerente seria abolir o critério de promoção por tempo de serviço.