“Hoje é um dia histórico pra esse governo. Estamos recebendo uma referência nacional e internacional pelo belo trabalho social realizado neste país. Sou admirador desse projeto no qual são pequenos gestos diários que fazem a diferença”, declarou o governador Teotonio Vilela Filho ao receber a visita da fundadora da Pastoral da Criança e coordenadora da Pastoral da Pessoa Idosa, Zilda Arns Neumann, nesta quinta-feira, 6, no Palácio República dos Palmares.

No encontro, Teotonio falou sobre a satisfação em ser parceiro da instituição. “É uma organização que casa totalmente com os objetivos dessa gestão; levar dignidade humana, melhoria da qualidade de vida são focos da nossa administração e por isso precisamos estreitar ainda mais essa relação com a Pastoral criando novos projetos. É assim que as coisas funcionam”, defendeu.

O governador conheceu alguns trabalhos que estão sendo desenvolvidos pela organização e a maneira como vem atuando nacionalmente. “Fazemos um trabalho voltado para as gestantes com acompanhamento pré-natal em comunidades carentes, incentivo ao aleitamento materno, trabalhos preventivos contra a mortalidade infantil, além dos trabalhos de acompanhamento ao idoso”, contou Zilda.

A fundadora da Pastoral entende que a parceria do governo tem sido fundamental nos trabalhos voltados para as crianças e idosos no Estado. “Temos contado sempre com o apoio do governo de Alagoas que já nos ajudou muito e não tem medido esforços para nos auxiliar sempre que possível”, ressaltou. Em Alagoas, a Pastoral da Criança atende a uma média de 254 mil crianças pobres com menos de seis anos em 606 comunidades. E a Pastoral da Pessoa Idosa atende a 709 idosos em 19 comunidades.

Teotonio Vilela fez referência ao esforço do Estado em combater a mortalidade infantil através do Projeto Viva Vida, destacando que Alagoas dobrou a meta estabelecida pelo governo federal — que visa reduzir o índice em 5% ao ano. “Eu disse ao presidente que o Estado estava atrasado demais e tinha o pior índice do Brasil, portanto não podíamos ter uma meta igual a dos outros. Ousamos e lançamos o desafio de reduzir a mortalidade em 10% ao ano”, afirmou.

Teotonio disse ainda que tem acompanhado os trabalhos nos municípios constantemente e falou sobre os resultados alcançados até julho deste ano. “De janeiro à julho já conseguimos uma redução de 35% com relação ao ano passado. Estamos caminhando e temos esperança de que em 2010 a mortalidade infantil estará reduzida em 20%”, afirmou.

Após o encontro, Zilda Arns participou da posse do secretário de Promoção da Paz, Jardel Aderico. Também estiveram presentes no encontro, a secretária-adjunta da Assistência Social, Juliana Vergetti; a coordenadora Arquidiocesana da Pastoral da Criança, Sueli Sobral; e o coordenador Estadual da Pastoral da Pessoa Idosa, Crismédio Vieira.