Os conferencistas que participaram do último dia da 5ª Conferência Municipal de Assistência Social foram agraciados, antes do início das atividades, com a participação do grupo de flauta doce do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti), núcleo Caic-Ufal.

Nesta quinta-feira (6), foram discutidas a participação e o controle social no Sistema Único de Assistência Social (Suas), a trajetória do controle social em Maceió, e os avanços e desafios do Conselho de Municipal de Assistência Social (CMAS). A conferência foi realizada no auditório da Escola Superior de Magistratura de Alagoas (Esmal), situada na Rua Cônego Machado, bairro do Farol.

A doutora em Serviço Social Maria Valéria Correia falou do tema central da conferência: “Participação e Controle Social no Sistema Único de Assistência Social (Suas)”. Ela acredita que o controle social é evidenciado na participação da sociedade nos conselhos e nas conferências, e é dessa forma que a população poderá ter uma participação efetiva nas ações do Estado.

O encontro, que foi realizada pelo CMAS, priorizou a participação dos usuários dos programas sociais e de representantes de entidades ligadas à assistência social, que foram escolhidos nas seis pré-conferências realizadas nos Centros de Referência de Assistência Social (Cras).

Além das palestras, foram realizados trabalhos em grupo e uma plenária final, no qual foi apreciado o relatório final da 5ª Conferência Municipal de Assistência Social. Também foram eleitos os delegados para a VII Conferência Estadual de Assistência Social.

Estiveram presentes a assistente social da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas), Ana Tojal, a conselheira e representante da Família Alagoana Down, Walkira Lúcio, Irislane Oliveira, conselheira e representante da sociedade civil e a doutora em Serviço Social, Maria Valéria Correia.