Entrega das chaves do Parque da Lagoa emociona moradores da orla lagunar

15/05/2024 12:40 - Maceió
Por redação
Image

A vida de Francineide Pedro de Oliveira, moradora do Vergel do Lago, passou por uma reviravolta nos últimos meses. Ela é moradora de um barraco à beira da Lagoa Mundaú há mais de 20 anos, e é mãe de seis filhos, sendo dois com deficiência.

Desde o nascimento da mais nova, Maria Vitória, de cinco anos, com uma síndrome que afeta a mobilidade da menina, ela se dedica em tempo integral aos cuidados com as crianças e à casa, e não pode trabalhar fora.

Mas este mês a renda aumentou graças ao benefício conquistado pelo filho adolescente, Williams, que se soma a outros dois recebidos pela família e, para coroar as realizações, nessa terça-feira (14), recebeu a chave de sua primeira casa própria.

Francineide foi uma das 914 contempladas com uma unidade habitacional do Residencial Parque da Lagoa, construído pela Prefeitura de Maceió para retirar a população da situação de vulnerabilidade que enfrenta nos barracos improvisados às margens da Mundaú, com os riscos de cheias, pragas e doenças.

Quando ela, o marido, Rosivan, e quatro dos seis filhos finalmente entraram no apartamento recém construído, a ansiedade se transformou em emoção. “Nesses dias de espera, tive até dor de barriga. Só pensava na chave dessa casa que nunca vinha, mas agora veio. Meu sonho agora é só viver com a minha família e ser feliz”, afirma.

O apartamento tem 45 metros quadrados, distribuídos em cinco cômodos: sala, banheiro, área de serviço e dois quartos, todos com acabamento em cerâmica. Já existem 160 unidades habitadas e, esta semana, outras 914 famílias estão realizando o sonho da casa própria. Em breve, os 702 apartamentos restantes serão sorteados para a população da orla lagunar.

Ivaneide dos Santos também foi contemplada esta semana. Há oito anos ela mora em uma casa construída às margens da lagoa, mas desde a última cheia, no ano passado, o imóvel apresenta rachaduras severas, e ela tem medo de um possível desabamento.

No apartamento que ganhou da Prefeitura, a marisqueira vai morar com o neto de 14 anos. A expectativa para mudar de realidade é grande, e o alívio de ter um imóvel seguro e próprio vai substituir o sentimento de tristeza, que quase se transformou em uma depressão.

“A expectativa era imensa. Porque a minha casa não presta mais pra ninguém morar. Eu estava morrendo de medo de ter outra chuva e cair na minha cabeça. Eu estava quase com depressão, mas agora estou mais sossegada. Na verdade, estou sossegadíssima”, comemora.

Para o secretário de Habitação de Maceió, Lucas Callado, a entrega das unidades do Parque da Lagoa é um marco histórico para Maceió, que tem recebido investimentos contínuos para assegurar um lar aos moradores que mais precisam.

“Estas unidades são cem por cento exclusivas para o pessoal da Lagoa. São pescadores e marisqueiras que estão recebendo uma moradia digna, além de toda essa transformação que o prefeito JHC vem fazendo aqui no Vergel do Lago. O sentimento não pode ser diferente, é de muita felicidade, de gratidão, de saber que vai ter dignidade, vai sair do barraco, vai morar em uma casa confortável”, destaca.

Em três anos, a Prefeitura de Maceió já entregou 4.878 unidades habitacionais à população que mais precisa. Entre os residenciais entregues estão o Vale Bentes II, Alamedas, Mário Peixoto I e II e Parque da Lagoa. Além desses, o município de Maceió trabalha para entregar unidades dos residenciais Pedro Teixeira I e II e Diana Simon.

Comentários

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Carregando..