Ricardo Mota
Ricardo Mota

Coronel Lima Júnior: do reconhecimento ao esquecimento

Ricardo Mota|
Secretário Lima Júnior apresentou os resultados
Secretário Lima Júnior apresentou os resultados / Foto: Cristovao Santos/CM

O coronel da reserva da Polícia Militar Lima Júnior conheceu as duas faces do poder.

Ele assumiu a Secretaria de Segurança Pública em março de 2016 e permaneceu no cargo até janeiro de 2021 - quase cinco anos. O oficial da PM sucedeu e foi sucedido pelo ex-PGJ Alfredo Gaspar, e era sempre alvo de muitos elogios por parte do então governador Renan Filho.

Quando saiu do posto, algo normal na vida pública, a expectativa era de que assumisse um novo cargo na equipe de Renan Filho.

O tempo foi passando e nada aconteceu.

Hoje, o coronel Lima Júnior vive o outro lado do poder – o esquecimento. Mesmo destino de tantos que passaram pelo governo e de outros tantos que ainda passarão (e passarão, mesmo).

O oficial, diz um colega dele de farda, está muito bem adaptado à vida civil.

SOBRE O AUTOR

Jornalista, escritor e músico.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Todos os direitos reservados