Chuvas deixam seis pessoas mortas em AL e número de desabrigados e desalojados se aproxima de 60 mil

Gabriela Flores|
Foto: CBM

Subiu para seis o número de vítimas fatais das chuvas em Alagoas. Dados da Defesa Civil Estadual, divulgados nesta segunda-feira, 04, apontam que os municípios de Campo Alegre, Coruripe, Palmeira dos Índios e São Miguel dos Campos, registraram, cada um, uma morte nas chuvas que caíram no mês de junho e em Matriz do Camaragibe e União dos Palmares houve uma morte em cada cidade agora em julho.

No total, o número de desabrigados e desalojados em todo o estado subiu para 59.814 pessoas.

As cidades com maior número de pessoas afetadas pelas enchentes são Maceió, com um número total de 7.795 pessoas, sendo que 4.519 se encontram desalojadas e 3.276 desabrigadas.

A cidade de Rio Largo foi uma das mais atingidas e até o momento está com 6.801 pessoas desabrigadas e 199 desalojadas.

Em Atalaia 3000 moradores estão desalojados e 350 desabrigados. Já em Marechal Deodoro o número de pessoas que tiveram que deixar suas casas chegou a 3820.

Uma equipe da Defesa Civil Nacional está em Maceió para acompanhar a situação dos municípios atingidos pelas fortes chuvas que caem sobre o estado de Alagoas desde a última sexta-feira (1).

Integrantes das Forças Armadas e da Polícia Rodoviária Federal (PRF) vão apoiar as ações de socorro e assistência humanitária por meio de veículos e aeronaves, além do emprego de efetivo.

Os Ministérios da Cidadania e da Saúde também já manifestaram apoio aos municípios atingidos.

O ministro do Desenvolvimento Regional, Daniel Ferreira, informou que serão instaladas três salas de operação nas cidades de Maceió, Viçosa e União dos Palmares para ajudar nas ações de resposta ao desastre. As salas vão permanecer ativas até que a situação seja normalizada, com reuniões diárias dos órgãos que compõem o Sistema Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sinpdec).

Neste ano, já foram liberados R$ 20,4 milhões para ações de resposta a desastres naturais em Alagoas. Em âmbito nacional, a liberação de recursos chegou a R$ 170 milhões para apoiar municípios atingidos por chuvas intensas.

Nesta segunda, também foi reconhecida a situação de emergência em 15 municípios alagoanos: Atalaia, Branquinha, Cacimbinhas, Cajueiro, Capela, Limoeiro de Anadia, Murici, Pão de Açúcar, Paulo Jacinto, Santana do Mundaú, São José da Laje, Satuba, Taquarana, União dos Palmares e Viçosa. A portaria com os reconhecimentos federais foi publicada em edição extra do Diário Oficial da União (DOU).  

Com isso, as cidades poderão solicitar recursos federais para ações de socorro e assistência humanitária. O valor a ser liberado depende da necessidade de cada município, de acordo com plano de ação a ser apresentado ao Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR).

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Todos os direitos reservados