Ao ser rejeitado há anos, adolescente mata a facadas garota por quem nutria amor platônico

Gilca Cinara|

As Polícias Militar e Civil apreenderam um  adolescente suspeito de praticar um homicídio na cidade de Junqueiro, na noite desta quarta-feira (22). O crime narrado pelas testemunhas mostra a frieza em que o suspeito estava até cometer o assassinato. 

De acordo com o relatório da Polícia Militar, a vítima, identificada como Alessandra Maria de Araújo, 15 anos, teria encontrado com o suspeito na saída da escola  e estava junto com uma amiga, que presenciou o crime. 

Segundo as testemunhas, o suspeito nutria um amor platônico pela vítima, porém era rejeitado há anos. Ele fez todo o percurso de ônibus escolar junto a vítima, alegando que sua avó residia próximo das adolescentes para justificar sua aproximação. 

Ao chegar próximo da casa dos parentes, o suspeito abraçou a vítima se despedindo e passou a aplicar os golpes de faca. Após o crime, ele fugiu do local e foi procurado em todos os endereços prováveis, mas não foi localizado. 

A garota ainda chegou a ser socorrida para uma unidade de saúde na cidade de Junqueiro, mas não resistiu e morreu. Foi na unidade de saúde que os policiais conseguiram apreender o adolescente.

Segundo a Polícia, os militares perceberam a aproximação de uma pessoa no local e ao fazer a abordagem perceberam que era o adolescente, que confessou o crime e foi levado para a Delegacia Regional de São Miguel dos Campos. 

Obsessão pela vítima 

Familiares contaram que o suspeito era obcecado por Alessandra desde 2018. A jovem, no entanto, já havia afastado qualquer possibilidade de um relacionamento com ele.

Alessandra, segundo a família, era uma jovem focada nos estudos, e não pensava em namorar com o rapaz, pois queria se dedicar a estudar.

O acusado morava com uma tia na cidade de Junqueiro. Às vezes ele vinha para a casa da avó, que residia no mesmo povoado em que morava Alessandra e a acompanhava até a residência da jovem.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Todos os direitos reservados