Ricardo Mota
Ricardo Mota

Novidade: eleições em Alagoas terão "partidos laranjas" este ano

Ricardo Mota|
Tribunal Regional Eleitoral
Tribunal Regional Eleitoral / Aquivo

Candidatos laranjas não são novidades nas eleições em todo o país. 

Em Alagoas, o TRE chegou a condenar um postulante ao governo do Estado por atuar, na eleição de 2014, em favor de um “adversário”.

Mas a moçada inventa, até porque o meio é bem propício a atores que se dispõem a fazer o papel de vários personagens.

Este ano, anotem, Alagoas terá no centro do palco político-eleitoral “partidos laranjas”, a defenderem os interesses de outras legendas. 

Eles farão o papel sujo, o jogo que o outro, o “limpinho”, não precisará desempenhar – ainda que seja o beneficiário das ações cítricas.

É do jogo (se não era, passou a ser). 

Até a Justiça Eleitoral se dar conta do laranjal, já será tarde.  

SOBRE O AUTOR

Jornalista, escritor e músico.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Todos os direitos reservados