Blog do Vilar
Blog do Vilar

Arthur Lira sobe o tom: “resistir às ameaças do grupo calheirista é dever de toda liderança firme”

Lula Vilar|

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (Progressistas), segue incomodado com as investidas que buscam retirar o PSDB de dentro do grupo político liderado por ele. Obviamente que, na tentativa de rasteira, estão as digitais do senador Renan Calheiros (MDB). 

 

Se, no início do período pré-eleitoral, o União Brasil ficou nas mãos de Arthur Lira depois do presidente da Câmara dos Deputados ter dado uma “rasteira” no presidente da Assembleia Legislativa, Marcelo Victor (MDB), agora Lira está na iminência de não conseguir emplacar a deputada estadual Jó Pereira como vice do senador Rodrigo Cunha (União Brasil), na corrida pelo Palácio República dos Palmares, por conta de uma rasteira com as digitais calheiristas.

 

É a política alagoana: quem tem medo de rasteira que ampute as pernas antes de entrar no jogo. 

 

No mais, Arthur Lira e Renan Calheiros, enxadristas do fisiologismo alagoano, sabem muito bem como funciona esse tabuleiro. A única regra clara é que não há clareza em regra alguma e, em atos de darem inveja ao já falecido Nicolau Maquiavel, tudo pode acontecer sob a batuta dos que se acham “príncipes” neste processo. 

 

As mais recentes declarações de Arthur Lira visam jogar pressão e colocar Renan Calheiros como aquele que agiu na surdina. Oh, descobriu a pólvora, não é mesmo? 

 

Bem, repito o que já disse em outras postagens: em muitos momentos quando Calheiros e Arthur Lira comentam sobre as práticas um do outro, há risco grande de ambos estarem falando a verdade um sobre o outro.

 

Eis que agora, Arthur Lira reage mais uma vez em suas redes sociais: “Prefeitos e várias lideranças políticas de Alagoas sabem o que passaram nas mãos dos Calheiros, e quem de fato lhes estendeu as mãos. Resistir ao assédio político, às ameaças e às falsas promessas do grupo calheirista é o dever de toda liderança firme, que não se acovarda. Esses terão sempre meu apoio”. 

 

Se a declaração de Lira terá efeito prático entre prefeitos e lideranças, eis que não faço a mínima ideia. Desconfio que muito pouco até, pois o que mantém aliados, nessa política vivenciada em Alagoas, não são tuitadas, muito menos argumentações, por mais sólidas que sejam. 

 

Afinal, a firmeza de muita gente na política alagoana é assentada em um alicerce extremamente frágil: as circunstâncias do momento e o que é possível lucrar com isso, qual “naco” do poder cai no colo.

 

Se nesse jogo jogado for peneirado o que é pelo bem do Estado de Alagoas, talvez surja apenas um minúsculo grão ou outro...e se surgir...

SOBRE O AUTOR

Blogueiro do Cada Minuto

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Todos os direitos reservados