Marcelo Bastos
Marcelo Bastos

Os irmãos siameses estarão juntos em 2022?

Marcelo Bastos |

Renan Calheiros, ao longo de tantas disputas eleitorais, firmou uma duradoura aliança política com Téo Vilela, em que ficaram conhecidos como " irmãos siameses ". Eles foram eleitos senadores em 1994 e 2002 e nas eleições de 2006, Vilela foi candidato ao Governo do Estado, tendo o médico José Wanderley como vice, por indicação de Renan.Téo foi eleito no primeiro turno e João Lyra ficou em segundo lugar, numa das eleições cujo o resultado foi um dos mais questionados da política de Alagoas.

Dessa maneira, nas eleições de 2010, os "irmãos siameses" trilharam caminhos diferentes:  Téo Vilela foi candidato à reeleição ao governo, fazendo dobradinha com Benedito de Lira para o senado,  enquanto Renan Calheiros foi candidato à reeleição para o senado,  apoiando Ronaldo Lessa para o governo. Apesar de ter a máquina do Estado a seu favor e uma estrutura rica de campanha, Vilela venceu as eleições no segundo turno, com uma diferença de apenas 5,48% em relação a Lessa. Assim, das duas vagas em disputas para o senado, Benedito de Lira conquistou o primeiro lugar e Renan o segundo.

Desse modo, a aliança vitoriosa entre Téo Vilela e Benedito de Lira, nas eleições de 2010, não se repetiu nas eleições de 2014, ocasião em que o meio político imaginava que  haveria uma inversão na chapa, em que o candidato para o governo seria o Benedito e para o senado o Téo. Nessa eleição, Vilela não apoiou a pretensão de Lira em ser o candidato ao governo, como também não disputou o pleito. Tal  posição tomada pelo ex-governador Téo Vilela, só facilitou a vitória de Renan Filho para governo de Alagoas, já no primeiro turno.

Com isso, ao terminar o seu segundo governo em 2014, Téo Vilela aposenta da vida pública, continuando a exercer uma grande influência na política de Alagoas. Desse modo, como exímio articulador que é, Vilela foi o responsável na promoção da candidatura de Rodrigo Cunha para o senado, em 2018.

Recentemente, o que se comenta nos bastidores da política, é a real possibilidade de o sobrinho de Téo Vilela, o deputado federal Pedro Vilela(PSDB) ser o candidato a vice-governador, na chapa do governador Paulo Dantas, ou ser o primeiro suplente ao senado de Renan Filho nas eleições de 2022. Caso esse fato venha a se concretizar, como ficará a chapa Rodrigo Cunha(União Brasil) para governador e Jó Pereira(PSDB) para vice? Certamente, se essa situação vier a acontecer, inviabilizará a possibilidade de Jó ser a vice de Cunha, pois atualmente quem comanda o PSDB em Alagoas é a família Vilela.

Vale ressaltar, que esse fato político é apenas uma especulação de bastidores, porém, como diz o ditado popular: "Onde há fumaça, há fogo. Caso essa situação venha a se tornar realidade, haverá o ressurgimento da poderosa aliança política dos "irmãos siameses", no pleito de 2022.

SOBRE O AUTOR

Marcelo Bastos é professor, escritor e um grande especialista em eleições no Estado de Alagoas. Em 2017 o analista político Marcelo Bastos publicou seu primeiro livro sobre eleições em Alagoas com o título “Eleições em Alagoas 1978 a 2016”. Nas eleições para Vereador de 2012, no município de Maceió, acertou 100% das suas previsões. Nas eleições de 2014, Marcelo Bastos, para deputado Estadual e Federal, acertou os 9 deputados federais eleitos e das 27 vagas para Assembleia Legislativa, acertou 25 dos Deputados Estaduais eleitos. Nas eleições para Vereador de 2016, em Maceió, das 21 vagas existentes para a Câmara Municipal, acertou 19 dos vereadores eleitos. Nas eleições de 2018, Marcelo Bastos, para deputado Estadual e Federal, acertou 7 dos deputados federais eleitos das 9 vagas existentes e das 27 vagas para Assembleia Legislativa, acertou 25 dos Deputados Estaduais eleitos. Todas essas previsões foram publicadas em alguns portais e jornais da nossa capital.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Todos os direitos reservados