Após tumulto em clássico no Rei Pelé, CSA critica CRB: "Desrespeito com a torcida"

Maria Luiza Lúcio*|
Estádio Rei Pelé
Estádio Rei Pelé / Foto: Ailton Cruz

Atualizada às 16h50

Na noite dessa quarta-feira (1º), o clássico entre CSA e CRB, no Estádio Rei Pelé, repercutiu negativamente nas redes sociais. Torcedores do CSA reclamaram de dificuldade na logística de acesso ao estádio, que era de responsabilidade do CRB, time mandante. Também houveram denúncias de agressões de policias e um homem foi filmado atirando para cima durante a entrada dos torcedores do time visitante.

Leia Mais: Vídeo mostra homem atirando para cima durante a entrada da torcida do CSA no Rei Pelé

Nas redes sociais, começou a circular um vídeo que mostra o momento em que um homem atira para cima, próximo às catracas, durante a entrada dos torcedores do CSA no estádio.

O homem, que até o momento não foi identificado, veste uma camisa amarela e parece tentar conter alguma ação. Após efetuar os disparos, ninguém que estava no local, até um segurança que aparece no vídeo, não tentou conter o homem até o final da gravação.

Também nas redes sociais, torcedores do CSA criticaram a organização do time mandante. Eles afirmaram que não conseguiram acessar o estádio, cobraram punição contra o CRB e pediram apuração do caso do homem que atirou para cima.

Na manhã de hoje (2), o CSA divulgou uma nota cobrando um posicionamento da diretoria do CRB, questionando a falta de acesso suficiente para a entrada dos torcedores, causando tumulto no estádio.

Ainda de acordo com o time, os portões foram fechados antes da entrada de torcedores com ingressos já comprados. Eles afirmam que a situação foi controlada depois de uma intervenção da direção do CSA, conjuntamente com a Polícia Militar (PM) de Alagoas, e apenas dessa forma os torcedores puderam entrar no estádio para acompanhar o jogo.

Ao Cada Minuto, a Assessoria de Imprensa do CRB informou que irá divulgar uma nota sobre os acontecimentos. No entanto, até o fechamento desta matéria, não recebemos o posicionamento.

Questionado sobre os casos de agressão e dos tiros, o CSA informou à reportagem que, em breve, irá se posicionar.

Já a Federação Alagoana de Futebol (FAF) informou que desde ontem está em contato com os clubes para entender o ocorrido.

O jogo

CRB e CSA terminaram empatados em 0 a 0.  Com o empate, o CRB subiu para a 11ª posição com 11 pontos, enquanto o CSA é o 8º com 12, na abertura da 10ª rodada da Série B.

O próximo compromisso do “Galo” será diante do Cruzeiro em Belo Horizonte, enquanto o CSA recebe a Chapecoense.

Confira nota do CSA na íntegra

O Centro Sportivo Alagoano vem a público cobrar um posicionamento da diretoria do CRB, pelo desrespeito para com a nossa torcida, razão maior de nossa existência, quando não disponibilizou acesso suficiente aos nossos torcedores, causando tumulto no estádio antes da partida da noite de ontem, fechando-os antes do ingresso de boa parte dos torcedores com seus ingressos já comprados. 

A situação somente foi controlada após uma intervenção da direção do CSA, conjuntamente com a PMAL, e apenas dessa forma os torcedores puderam entrar no estádio para acompanhar o jogo. Mas, a ação dos colaboradores do clube mandante da partida, macula a organização do Clássico e nada contribui com a paz tão desejada nos estádios.

Confira a nota do CRB na íntegra

O Clube de Regatas Brasil vem a público esclarecer os fatos ocorridos na noite desta quarta-feira (1), durante a partida entre CRB e CSA. Antes de tudo, gostaríamos de ressaltar que nós prezamos pela segurança e zelo dos torcedores, sejam eles Regatianos ou não.

A entrada do setor visitante teve o mesmo protocolo padrão que vem sendo adotado em todos os jogos no Estádio Rei Pelé, independente da equipe mandante, sendo disponibilizado duas catracas, mais três leitores de mão, totalizando cinco entradas para os torcedores. Inclusive, as empresas contratadas para gerir os jogos também realizam os eventos do CSA.

A nossa preocupação e cuidado foi, como sempre, cumprir com a capacidade do setor visitante, conforme o protocolo de segurança acordado com o estádio e Polícia Militar.

Infelizmente, durante o acesso, diversos torcedores do CSA tentaram entrar com ingressos do setor do CRB, ou sem ingresso. Dessa forma, foi iniciado um tumulto generalizado, com arrombamentos dos portões e catracas.

O Clube de Regatas Brasil preza sempre pelo espetáculo esportivo, repudiando qualquer ato de violência seja ela dentro ou fora dos estádios. Relatamos que estamos averiguando todos os fatos ocorridos, junto aos órgãos competentes, para que sejam tomadas as devidas providências o quanto antes.

*Estagiária sob supervisão da Editoria

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Todos os direitos reservados