Sargento da PM à paisana salva criança de oito meses que estava engasgada

Ascom PM-AL|
Ascom PM-AL

Um dia especial foi vivido pelo Sargento Marcos Leite, da Polícia Militar de Alagoas, ao conseguir salvar a vida de um bebê de apenas oito meses que estava engasgado no conjunto Salvador Lyra, no Tabuleiro do Martins, em Maceió.

O militar, que é da 4ª Companhia de Polícia Militar Independente (CPM/I) e está concluindo, nesta quinta-feira (27), o Curso de Aperfeiçoamento de Sargentos (CAS) no Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças (CFAP), estava em casa quando foi despertado por gritos de uma mãe desesperada na manhã dessa quarta (26).

Ao sair de sua residência, o sargento M. Leite se deparou com uma mulher com uma criança no colo pedindo ajuda para reanimar o filho que havia se engasgado. De imediato, em meio a situação, o policial tomou o bebê em suas mãos e realizou as manobras necessárias para desobstruir as vias aéreas do bebê.

Com a ação rápida, foi possível fazer com que o pequeno Benjamim voltasse aos sentidos, trazendo alívio para os familiares, em especial a mamãe dele. Após o socorro, o menino foi levado à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Benedito Bentes, para receber o acompanhamento especializado. Depois o atendimento médico, a criança foi liberada para retornar ao seio familiar.

“Foi uma experiência ímpar, que em toda minha vida policial não tinha passado. Deus me fez um instrumento de glória para vivenciar esse momento. Fui despertado com gritos de uma mãe desesperada com seu filho desfalecido e que de imediato, com manobras, conseguimos restabelecer a vida daquela criança. Estou muito emocionado e claro agradecendo a Deus por tudo, principalmente pela vida do pequeno Benjamim”, afirmou o sargento.

O que fazer em casos parecidos?

O primeiro passo é deitar a criança sobre o braço com a cabeça um pouco mais baixa que o tronco e observar se existe algum objeto em sua boca que possa ser removido. Caso contrário, e ela continuar engasgada, deve-se incliná-la, com a barriga sobre o braço, com o tronco mais baixo que as pernas, e dar 5 palmadas com a base da mão nas suas costas. Se ainda assim não for suficiente, deve-se virar a criança de frente, ainda sobre o braço, e efetuar compressões com os dedos médio e anular sobre o tórax da criança, na região entre os mamilos.

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Todos os direitos reservados