Procon aponta que clínica também poderá ser responsabilizada por morte de cachorro durante tosa

Redação |
Foto: Reprodução/Instagram

De acordo com o diretor do Procon Maceió, Leandro Almeida, a clínica veterinária onde um cachorro foi morto durante a realização de uma tosa, também poderá ser responsabilizada pelo falecimento do animal, juntamente com o funcionário apontado como autor do crime. 

O caso ocorreu nesta quinta-feira (20) e as imagens do circuito interno do local mostram com detalhes como foi o cachorro foi tratado durante todo o atendimento. O vídeo divulgado mostra o momento em que o suspeito pendura a coleira na parede e prende o animal, neste momento, ele também agarra e puxa a orelha do Shih Tzu. 

Leia mais: funcionário de clínica veterinária é preso suspeito de matar cãozinho durante tosa 

Segundo Leandro, a responsabilização da clínica é feita por ela também ter que assegurar a segurança dos animais atendidos.  Com isso, a clínica poderá responder por danos materiais e danos morais. 

Na Central de Flagrantes, o advogado da clinica, Napoleão Junior, informou que a empresa não tinha conhecimento do antecedente criminal do funcionário, que já havia sido preso por homicídio e que a clínica está dando todo o suporte para a família do animal. 

“A clinica vem dando todo apoio a família e vamos fazer de tudo para que ele fique preso, juntamente com o processo”, disse o advogado. O acusado deverá ser submetido a audiência de custódia, nesta sexta-feira (21). 

 

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Todos os direitos reservados